Memórias do Surf Jagoz: Joaquim Pipio

 

Fotografia: Pedro Freire

 

Impressão digital

Joaquim José Pereira de Barros Pipio aka Pipio

Nascido a 10 de Julho de 1973 na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa

Instrutor de Surf.

Quando é que começaste a surfar?

Comecei no Verão de 1985, com apenas 12 anos, nas praias da Ericeira, por influência do meu amigo João Gama. Pouco tempo depois juntei-me a um grupo com pessoal local como eu e com mais experiência, que mantém amizade até hoje.

 

Quantas pessoas surfavam pela Ericeira quando começaste a apanhar ondas aqui?

Para além deste grupo, não existia muita gente, apenas alguns estrangeiros ou pessoas da zona de Lisboa, por exemplo.

 

Em que picos ou praias costumavam surfar mais?

Apesar de ter sempre feito em quase todas as praias da Ericeira, a minha preferência sempre foi o Algodio, ou praia do Norte.

tenho atenção em não deixar o meu pico preferido em mãos alheias

Que memórias guardas desses tempos dourados?

A grande amizade reforçada pela paixão do surf, praias mais vazias e com espaço para todos e muitas gargalhadas.

 

Quais foram as maiores mudanças desde que começaste a surfar?

Praias muito mais frequentadas, devido ao aumento do turismo, muito comércio em volta do surf e uma maior facilidade em obter qualquer produto em relação ao desporto em si.

 

Continuas a surfar? Com que regularidade? Procuras fugir do crowd?

Claro, sempre que possível, não mantenho um regra mas procuro surfar sempre que consigo. E, sim, tento fugir ao crowd, mas tenho sempre atenção em não deixar o meu pico preferido em mãos alheias.

Sobre o Algodio, a sua praia de eleição.

 

A essência do surf na Ericeira também mudou?

Penso que ao longo dos anos faz parte existir mudança, porém o turismo excessivo levou a uma mudança muito acentuada na essência do surf jagoz. No entanto, existem pontos positivos importantes, como as grandes e pequenas competições e o desenvolvimento de escolas de surf, sendo que tudo isso beneficiou negócios locais.

 

O que mudou após a consagração da Reserva Mundial de Surf, em 2011?

Esta consagração trouxe um maior número de aprendizes para este grande desporto e um maior desenvolvimento da própria vila. Porém, temos pouco controlo sobre o turismo, fazendo assim com que as praias e a própria vila estejam um pouco sobrelotadas.