Mafra pretende aproveitar o Plano de Recuperação e Resiliência para investir no desenvolvimento integrado e sustentável do seu território

Mapa Concelho Mafra. - ph. DR

 

Fotografia: DR

 

Numa altura em que está em discussão pública o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que beneficia do maior envelope financeiro de sempre para financiamento de operações em Portugal pela União Europeia, a Câmara Municipal de Mafra sistematizou as opções estratégicas identificadas para o Concelho no documento “Mafra 2021-2026 | Desenvolvimento integrado e sustentável do território”.

Desta forma, o município mafrense toma posição para que o este território “tenha a justa e imprescindível inclusão na distribuição de verbas entre os seus pares, pelo que foi feita a inscrição das necessidades de investimento”, pode ler-se no comunicado enviado às redacções.

A partir do diagnóstico realizado, foram agrupados diversos projectos em oito eixos temáticos: ambiente e sustentabilidade; competitividade e logística; educação e cultura; habitação; mobilidade; novas tecnologias; qualidade de vida e lazer; saúde e solidariedade.

vários investimentos localizam-se na Ericeira ou terão impacto nesta vila

Neste âmbito, destacam-se 15 investimentos, alguns deles localizados na Ericeira, que se assumem como estratégicos no conjunto dos vários eixos temáticos – os quais, face às dimensões dos respectivos investimentos, dependem necessariamente da disponibilização de verbas comunitárias para o cofinanciamento, tendo em vista a sua concretização:

1. A construção de uma unidade hospitalar e de três unidades de saúde familiar (USF), elevando as condições de cuidados de saúde à população;

2. A criação de grandes eixos viários, designadamente: Ligação da A21 à Via de Cintura da AML Norte ER 19 (Sintra/ A16/ A21/ Igreja Nova/ Cheleiros/ Montelavar); Variante à EN9 (CRIMA 3/ Picanceira/ Encarnação/ S. Pedro da Cadeira); Variante à EN8/ EN 116 (Malveira/ Venda do Pinheiro/ Nó A21-A8); Variante à Malveira (Casal Novo/ Vale de Andorinhas); Variante à EN 9-2 (CRIMA 3/ Freiria/ Azueira/ Enxara/ A8);

3. A expansão do parque escolar, com a construção de duas novas Escolas Básicas com Jardim de Infância e de uma nova Escola Secundária, correspondendo ao aumento da população escolar;

Escola Secundária José Saramago. - ph. DR

Escola Secundária José Saramago. – ph. DR

4. A criação de um pólo universitário, disponibilizando a oferta de ensino superior no Concelho de Mafra;

5. A oferta de habitação no regime de arrendamento acessível para jovens munícipes e de habitação social para cidadãos com menores recursos económicos;

6. A ampliação da rede de apoio social, nomeadamente com a construção de centros de dia e de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI), bem como de creches;

7. A construção do molhe sul do Porto de Pesca da Ericeira, infraestrutura fundamental para a sobrevivência da actividade piscatória;

8. Quatro grandes espaços verdes, nomeadamente a ampliação do Parque Ecológico da Venda do Pinheiro, a criação do Parque Verde Central da Ericeira e do Parque Urbano da Alcainça, assim como a requalificação da Mata Paroquial da Malveira;

9. A construção de uma central de biomassa para gestão e valorização de resíduos, produzindo electricidade;

10.A criação de cinco parques empresariais, disponibilizando condições para a fixação e atracção de negócios e empresas;

11. A construção de um Centro de Congressos e de um Pavilhão Multiusos, reforçando a vocação do Concelho de Mafra enquanto epicentro de grandes eventos;

Boardrider Quiksilver Ericeira. - ph. Vasco Neves

Boardriders Quiksilver Ericeira. – ph. Vasco Neves

12. A criação de uma inovadora central de dessalinização para aproveitamento da água do mar, criando alternativas no abastecimento público;

13. A expansão e modernização da rede de instalações desportivas, incluindo pavilhões, piscinas, campos desportivos e um skate park em Mafra;

14. A constituição do Centro Equestre Internacional, com especial foco na formação, turismo e desporto, valorizando a secular tradição equestre militar de Mafra;

15. A construção de uma pousada da juventude, criando condições de alojamento para os mais novos.