Ternura dos Quarenta

Placa comemorativa 1º Campeonato Nacional de Surf - ph. AHMS-Museu do Surf

 

Fotografia: AHMS-Museu do Surf

 

Vários participantes do 1º Campeonato Nacional de Surf, realizado a 22 de Maio de 1977, regressaram a Ribeira d’Ilhas 40 anos depois. Para assinalar a efeméride foi descerrada um placa comemorativa que homenageia não só este momento histórico como os pioneiros do surf Português. Entre os presentes estiveram nomes como João Moraes Rocha – vencedor da prova de 77 –, Fernando Martins Shorty, João Inocentes,  Antero Santos (1º Presidente da FPS), Paulo Machado, Carlos Vieira, Miguel Aragão, Pêpê Carrasco, Pedro Machado da Costa, Paulo Belo, Paulinho do Baleal, José Cotta ou vários membros da AHMS – Museu do Surf.

E as comemorações não se ficaram por aqui: foi colocada uma coroa de flores no outside em memória dos surfistas que já partiram, seguindo-se uma Expression Session onde este “ilustres convidados” abordaram as ondas com enorme alegria e revivalismo. O convívio continuaria durante o jantar realizado no Café Vitória, autêntico local de culto em Ribamar.

Foram também distribuídos troféus comemorativos, tshirts com o desenho original de 77 e vários prémios decorrentes da Expression Session, em que se destacaram Teresa Ayala (Melhor Manobra), João Inocentes (Onda Mais Comprida) e Tó Herdade – Maior Wipeout. João Boavida e Pedro Santos levaram para casa o prémio para a Melhor Onda Partilhada, bela metáfora para um espírito de outros tempos que deveria renascer em cada corredor de ondas.

Entre vários pioneiros encontram-se aqui os rostos de Fernando Martins Shorty, Joao Inocentes, Paulo Machado, Carlos Vieira, Joao Luis, Pedro Machado da Costa e Paulo Belo.

Entre vários pioneiros encontram-se aqui os rostos de Fernando Martins Shorty, Joao Inocentes, Paulo Machado, Carlos Vieira, Joao Luis, Pedro Machado da Costa e Paulo Belo.

Esta publicação também está disponível em | This article is also available in: Inglês