Pêra Rocha do Oeste

Pera Rocha - Ph: DR

 

Fotografia: DR

 

No próximo Sábado, dia 12 de Novembro, realiza-se na Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva, Ericeira, o concurso “O Melhor Doce de Pêra Rocha”. Neste contexto, a Good Choice Nutrição fala-nos hoje sobre este fruto regional, as suas características e propriedades. Para terminar, uma deliciosa (e saudável) receita que junta pêra e alecrim.

 

Descrição botânica geral

A pêra, botanicamente Pyrus communis L., é o fruto comestível da pereira, uma árvore piramidal com a casca cinzenta e de folhas ovais, lisas e brilhantes. A pereira pode alcançar até 20 metros de altura e viver mais de 60 anos. É uma planta nativa do continente asiático, provavelmente oriunda da China, e foi introduzida na Europa e amplamente espalhada pelos romanos.

 

Características da pêra regional

A pêra rocha é a variedade de pêra produzida na região Oeste de Portugal, na beira marítima desde Sintra até Leiria. Esta espécie foi identificada no concelho de Sintra em 1836, numa propriedade de Pedro António Rocha (daí o seu nome). O concelho de Mafra é um dos oito principais produtores desta fruta com características próprias. Predominantemente são de forma redonda ovada, com casca lisa de cor amarela ou verde-clara, por vezes com uma mancha rosada do lado exposto ao sol. A polpa é de cor branca e textura granulada, doce, suculenta e com um aroma ligeiramente acentuado. O ponto diferenciador, comparado com as outras variedades, é a sua resistência ao transporte (mesmo a longas distâncias) e a capacidade de conservação.

 

Propriedades

A pêra rocha possui vários benefícios nutricionais para a saúde:

– É uma fonte de fibras alimentares, que melhoram o funcionamento do intestino e têm poder laxante;

– Ajuda no tratamento de hipertensão por ser rica em potássio, um mineral que actua na regulação da tensão arterial;

– Contém Vitamina A, um elemento que auxilia a manutenção da boa visão e proporciona uma pele saudável;

– É uma fruta que actua na prevenção de doenças cardiovasculares e diabetes;

– Contém níveis significativos de ferro, cálcio e magnésio, minerais responsáveis pela formação do sangue, manutenção de ossos e dentes fortes e saudáveis e bom funcionamento muscular;

– A casca desta fruta possui altos níveis de flavonoides e ácido fenólico, dois potentes antioxidantes que combatem os radicais livres no organismo e previnem o envelhecimento precoce;

– É considerado um poderoso diurético, que ajuda a eliminar os líquidos em excesso e diminuir o inchaço;

– É fonte de Vitaminas do complexo B, que de uma forma geral são essenciais para o bom funcionamento do organismo.

 

Composição nutricional

Por 100 g

Por 130 g

(1 pêra média)

Valor energético

47 kcal

61 kcal

Hidratos de carbono

9,4 g

12,2 g

dos quais açúcares

9,4 g

12,2 g

Lípidos

0,4 g

0,52 g

dos quais saturados

0 g

0 g

dos quais monoinsaturados

0,1 g

0,13 g

dos quais polinsaturados

0,1 g

0,13 g

Proteínas

0,3 g

0,39 g

Fibras alimentares

2,2 g

2,86 g

Vitamina A

2 µg

2,6 µg

Potássio

150 mg

195 mg

Ferro

0,3 mg

0,39 g

Valores retirados de Tabela da composição de Alimentos. Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

 

Compota de pêra com alecrim (cerca de 100 porções)

(1 porção = 1 c. sopa = 20 g)

 

Ingredientes:

2,5 kg de pêra rocha

1 limão

1 ramo de alecrim

300 g de açúcar mascavado

120 ml de água

40 g de pectina

 

Preparação:

Lave as pêras, descasque-as, retire-lhes os caroços e corte-as em cubos. Junte numa panela as pêras e 120 ml de água e leve a lume brando.

Lave o limão e raspe-lhe a casca com a ajuda de um ralador, usando os furos de menor tamanho. De seguida, esprema o sumo deste limão.

Lave o ramo de alecrim e deixe secar.

Quando as pêras libertarem o sumo e ficarem moles, adicione o ramo de alecrim, as raspas de limão e sumo de limão e misture tudo cuidadosamente.

Quando o preparado começar a ferver, junte o açúcar e a pectina, previamente misturados, e coza até obter o ponto de fio.

Retire o ramo de alecrim e homogeneíze tudo com a varinha mágica. Deixe no fogão até a ferver novamente e depois retire do lume.

Passe a compota para os frascos, previamente lavados e esterilizados.

Feche os frascos e deixe arrefecer.

Compota de pera rocha com alecrim - ph: DR

Compota de pera rocha com alecrim – ph: DR