Os gaiatos da Ribeira

Rapazes crianças - ph. DR

 

Fotografia: DR

 

Existem os “Capitães da Areia”, celebrizados por Jorge Amado no romance homónimo, e os “Gaiatos da Ribeira”, praia hoje mais conhecida por Peixe ou Pescadores. É com esta homenagem que regressamos aos poemas escritos por João Franco ‘Lapina’.

 

Os gaiatos da Ribeira
São filhos do destino
E correm pela ladeira
Com o seu ar ladino!

Afoitos, fintam o Sol
Galgam o vasto mar
São os reis do anzol
Exímios a marear!

Nadam em cardume
Vão achar a capela!
À vinda era costume
Ir pr’á casa amarela

Eram amos das eras
Guardiões dos areais
Dos dias e quimeras
De viagens surreais

Moldavam o tempo
Comiam a maresia!
Bebiam sal e vento
E assim corria o dia

Atrás do horizonte
Já o astro se metia
E descalço irrompe
Para o lar o puto ia