“Ocean Frames” distinguido no Surf at Lisbon

 

Fotografia: DR

 

O filme “Ocean Frames”, que conta com a participação de dois fotógrafos e videógrafos da Ericeira, recebeu o prémio de Melhor Produção Nacional no Surf at Lisbon Film Fest, mais conhecido como SAL.

A 9ª edição deste festival internacional de cinema de surf decorreu entre os dias 5 e 8 de Novembro no Cinema São Jorge, em Lisboa.

behind every photography there’s always a story to be told

Este documentário de 15 minutos, realizado por Carlos Santos Silva, contém também algumas imagens rodadas nas ondas da Ericeira, nomeadamente no Reef.

Através da lente de vários criadores de conteúdos, estes dois cineastas partiram à descoberta dum mundo de bastidores pela perspectiva dos atletas Hugo Pinheiro e Pierre Louis Costes, que contam a importância da existência destes profissionais para os desportos de deslize nas ondas, uma vez que poucos imaginam a entrega, o esforço e a determinação por trás de cada “Frame”, sendo que as histórias que cada imagem conta ficam muitas vezes por revelar.

Entre estes encontra-se o casal formado por Mariana e Bruno Dias, residentes na Ericeira, que tem por companhia Gastão Entrudo, Miguel Nunes, Nuno Fontinha e Tó Mané.

A lista completa dos vencedores da última edição do SAL é a seguinte:

– Melhor Longa – Big vs Small (de Minna Dufton)
– Melhor Curta – Surf Libre (de Olivier Sautet)
– Melhor Fotografia – Thank You Mother (de Ishka Folkwell e Torren Martyn)
– Melhor Edição – Riss (de Peter Hamblin)
– Melhor Banda Sonora – Thank You Mother (de Ishka Folkwell e Torren Martyn)
– Melhor Produção Portuguesa – Ocean Frames (de Carlos Santos Silva)
– Prémio Sustentabilidade – La Vague Verte (de Manu Bouvet e Carine Camboulives)
– Menção Honrosa – The Outrider (de Rob Lockyear e Jeremy Joyce)