O melhor pastel de nata da região lisboeta produz-se na Ericeira

 

Fotografia: DR

 

O melhor pastel de nata de 2017 de Lisboa e arredores é da pastelaria “O Pãozinho das Marias”, na Ericeira. O vencedor do concurso organizado pelo festival gastronómico Peixe em Lisboa foi revelado ontem.

“Já tínhamos participado nesta prova no ano passado, por sugestão de alguns clientes. Pensávamos que a casa já tinha bom nome e que não era não necessário, mas realmente este concurso dá uma grande visibilidade”, disse Francisco Duarte, sócio-gerente e chefe pasteleiro d’O Pãozinho das Marias à Visão. Cada exemplar vencedor neste concurso custa €1,10.

“Os nossos pastéis de nata são feitos segundo a receita clássica que tentamos aprimorar ao máximo. A massa folhada fica crocante e o recheio muito cremoso, com um toque de limão ”, definiu Francisco ao site. “É uma zona sazonal, mas nos fins-de-semana de sol e bom tempo chegamos a vender cerca de 300 a 400 pastéis de nata por dia”, conta o jovem pasteleiro que há mais de cinco anos confecciona todos os bolos e pães que se podem comprar nesta casa familiar com dois estabelecimentos na Ericeira, um com vista para a praia do Algodio, o outro localizado em plena Praça da República ou “Jogo da Bola”, no coração da vila.

O Concurso de Melhor Pastel de Nata realiza-se há nove anos. Na edição deste ano, além d’O Pãozinho das Maria (que obteve a melhor classificação entre as 12 finalistas) o pódio completa-se com a pastelaria Patyanne (de Castanheira do Ribatejo) e o restaurante lisboeta Mercado do Peixe.

O júri da competição foi presidido pelo gastrónomo Virgílio Nogueiro Gomes, que teve a companhia de Domingos Soares Franco (enólogo), Cristina Briz (jornalista), a blogger Isabel Zibaia Rafael e Carlos Braz Lopes, criador do Melhor Bolo de Chocolate do Mundo. Para o presidente do júri não houve dúvidas na altura de premiar O Pãozinho das Marias: “Tinha um aspeto atrativo e uma massa folhada perfeita, que partia nas mãos de tão crocante que estava. Já o recheio estava muito cremoso, não tinha defeitos, não se sentia um sabor excessivo a baunilha ou a limão. No final de contas, este pastel de nata era mesmo o melhor”.

A prova final do concurso decorreu esta quarta-feira e os resultados foram divulgados pouco depois, numa cerimónia no Pavilhão Carlos Lopes, onde decorre desde 30 de Março o festival Peixe em Lisboa. Este evento gastronómico dedicado ao peixe e ao marisco termina no Domingo, 9 de Abril.

Este ano, apresentaram-se a concurso 26 estabelecimentos com fabrico próprio, localizados entre Setúbal e Mafra, entre os quais o júri seleccionou nove finalistas. As três primeiras classificadas no ano passado entram automaticamente para o lote final.

Em 2016 a pastelaria Batalha, da Venda do Pinheiro, tinha alcançado a terceira classificação deste concurso. Os últimos cinco anos deram a vitória às pastelarias Fim de Século (2016), Aloma (2015, 2013 e 2012) e Alcôa (2014).

Simplesmente delicioso!

Simplesmente delicioso!

Esta publicação também está disponível em | This article is also available in: Inglês