Manual de sobrevivência para o EDP Billabong Pro Ericeira

Ribeira d'Ilhas - ph. WSL / Damien Poullenot / Aquashot

 

Fotografia: WSL / Damien Poullenot / Aquashot

 

Entre a próxima Segunda-feira e Domingo (dias 24 a 30 de Setembro), o EDP Billabong Pro Ericeira vai tornar Ribeira d’Ilhas num palco iluminado pelos holofotes da World Surf League – WSL. Se és surfista ou gostas de acompanhar a acção dentro de água, fica com 10 informações essenciais sobre este evento:

 

  • Prova de categoria máxima (10.000 pontos) do Qualifying Series (QS), este é o terceiro evento de estatuto QS10,000 de 2018. E depois da Ericeira só haverá mais dois eventos com semelhante graduação, ambos a disputar no Havai, mais concretamente em Haleiwa e Sunset Beach.
  • Esta prova, que substitui a etapa de Cascais no calendário da WSL, dará o pontapé de saída da ‘perna europeia’, antes das etapas francesa (Hossegor, 3 a 14 de Outubro) e portuguesa (Peniche, 16 a 27 de Outubro) do principal circuito mundial de surf.
  • O português Vasco Ribeiro encontra-se em 28.º lugar do ranking do QS, e em caso de vitória nesta prova pode selar de vez as contas da qualificação para o World Tour.
  • Entre as meias-finais e a final do evento, vai ter lugar uma bateria clássica entre duas lendas do surf: Mark Occhilupo e Luke Egan.
  • A organização pretende que este evento tenha a sustentabilidade ambiental como bandeira, ou não se realizasse na “sala-de-visitas” da única reserva Mundial de surf europeia: para além da não utilização de combustíveis fósseis, existe o objectivo de ser também “plastic free”.
ASP World Junior Ericeira 2014. - ph. José Guerra

ASP World Junior Ericeira 2014. – ph. José Guerra

  • Após ter recebido os melhores surfistas júnior do mundo em 2014 (Vasco Ribeiro conquistou um histórico título mundial neste ano) e 2015, Ribeira D’Ilhas surge novamente como palco de uma etapa de categoria máxima do circuito de qualificação da WSL: a última vez que o “tour” tinha passado pela Ericeira data de 2011, com o Quiksilver Pro Portugal, etapa com estatuto Prime da entretanto extinta ASP – Association of Surfing Professionals –, que viria a dar lugar à WSL.
  • Em prova vão estar 112 surfistas, sendo que a grande maioria faz parte do top 100 mundial. Os wildcards serão o português Tomás Fernandes, Justin Becret, Eithan Osborne, Matt Wilkinson, Leo Fioravanti e Kauli Vaast.
  • Entre os inscritos destaca-se a presença de 19 atletas do World Tour: Gabriel Medina; Adriano de Souza; Frederico Morais; Willian Cardoso; Michael Rodrigues; Yago Dora; Tomas Hermes; Jesse Mendes; Ian Gouveia; Griffin Colapinto; Pat Gudauskas; Kanoa Igarashi; Sebastian Zietz; Zeke Lau; Keanu Asing; Connor O’Leary; Matt Wilkinson; Michael February; e Joan Duru.
  • O havaiano Seth Moniz chega à Ericeira como líder do ranking World Qualifying Series.
  • Este ano o Turismo de Portugal vai investir o total de €1 milhão em quatro provas de surf, incluindo o EDP Billabong Pro Ericeira. As outras são o WCT em Peniche, o Nazaré Challange (prova da Nazaré do circuito mundial de ondas grandes) e o WSL3000 PRO em Santa Cruz.