Mafra celebra o Dia da Europa com concerto único a seis órgãos

 

Fotografia: DR

 

É já esta noite que a Basílica do Palácio Nacional de Mafra acolhe um concerto a seis órgãos com o objectivo de celebrar os 60 anos da assinatura dos Tratados de Roma.

Este será um espectáculo cultural sui generis que visa celebrar a paz e a constituição de uma Europa Unida e, ao mesmo tempo, celebrar o tricentenário do Palácio Nacional de Mafra numa ocasião especial na qual se vão poder ouvir tocar os majestosos e históricos órgãos.

O espectáculo é trazido por seis organistas oriundos de seis países europeus que irão tocar juntos em várias combinações: Ludger Lohmann da Alemanha, Reinhard Jaud da Áustria, Juan de la Rubia de Espanha, Roberto Atonello de Itália, João Vaz de Portugal e Steffen Schlandt da Roménia.

Concebido sob a direcção artística do português João Vaz, o programa inclui “Prelúdio do Te Deum” de Marc-Antoine Charpentier, o tema utilizado na abertura do concurso Eurovisão, a sinfonia de António Leal Moreira composta em 1807 para a Real Basílica de Mafra e a obra “3 Pontos no Espaço”, de António Pinho Vargas, uma encomenda da Câmara Municipal de Mafra para a celebração do tricentenário do Real Edifício e que será estreada neste evento.

A fechar o concerto, tocar-se-á um arranjo a seis órgãos do Hino da Europa, uma obra inspirada em “An die Freude” (Ode à Alegria) da autoria do escritor e poeta alemão Friedrich von Schiller, tema popularizado mais tarde por Beethoven ao ser utilizado na sua Nona Sinfonia.

Este concerto único, agendado para hoje a partir das 21:00, é de entrada livre e aberto ao público em geral, embora condicionado à capacidade da Basílica e sujeito a marcação prévia pelo telefone 261 817 550.

Do programa do “Dia da Europa” realizado em Mafra faz ainda parte uma cerimónia protocolar, que decorre na Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra.