Liga Meo Surf vai arrancar em Ribeira d’Ilhas

 

Fotografia: ANSurfistas / Pedro Mestre

 

A Liga MEO Surf vai começar já no início de Março com o Allianz Ericeira Pro, em Ribeira d’Ilhas.

As grandes novidades do Campeonato Nacional de Surf para este ano são o regresso duma etapa no Algarve e o reforço da aposta na sustentabilidade.

A principal competição de Surf em Portugal, que define os títulos máximos de campeões nacionais e distribui uma premiação renovada de 100.000€ anuais, realizou ontem a conferência de imprensa de apresentação da sua 28ª edição.

Com o regresso ao Algarve como uma das principais novidades, a Liga MEO Surf volta a ter o seu espectro de cobertura desportiva de Norte a Sul do país.

A primeira das 5 etapas da Liga MEO Surf 2019 é o Allianz Ericeira Pro, agendado já de 1 a 3 de Março na Praia de Ribeira d’Ilhas.

Calendário da Liga MEO Surf 2019:
1ª etapa – 1 a 3 de Março – Allianz Ericeira Pro
2ª etapa – 29 a 31 de Março – Allianz Figueira Pro
3ª etapa – 17 a 19 de Maio – Renault Porto Pro
4ª etapa – 21 a 23 de Junho – Allianz Algarve Pro
5ª etapa – 3 a 5 de Outubro – Bom Petisco Cascais Pro

Outra novidade para a nova temporada é o Santander Ranking, onde Gony Zubizarreta e Camilla Kemp vão competir na Ericeira com a licra “Santander” fazendo justiça ao estatuto de líderes ao momento face aos pontos da época transacta. Para as etapas seguintes, a licra “Santander” será sempre atribuída aos surfistas no topo dos rankings masculinos e femininos ao longo da temporada.

A premiação monetária da Liga MEO Surf voltou a ser revista em alta e em 2019 subiu até aos 100.000€ anuais, incluindo a 5.ª edição da Allianz Triple Crown (com 6.000€ anuais para os vencedores), a luta pela melhor manobra nas Renault Expression Sessions e pela Somersby Onda do Outro Mundo (ambos com 2.500€ anuais), o Santander Award (com 1.500€ anuais), e ainda a premiação dos melhores surfistas locais em quatro das cinco etapas (com 1.500€ repartidos entre masculino e feminino) designadamente atribuídos pelos Municípios de Mafra, Figueira da Foz, Aljezur e Cascais.

Miguel Blanco - Pedro Mestre / ANSurfistas

Miguel Blanco – Pedro Mestre / ANSurfistas

Miguel Blanco, campeão nacional de 2018

“Renovar o título nacional é um objectivo e seria incrível se o conseguisse fazer. A Liga MEO Surf tem um excelente nível de surf e é bastante competitiva. Vou dar o meu máximo em todas as etapas da Liga e tentar terminar o ano no melhor lugar possível. Vejo com muitos bons olhos este regresso à Praia do Amado. Não podia estar mais feliz com esta notícia, pois a Praia do Amado no Verão é incrível e tem ondas muito boas!”

Camilla Kemp, campeã nacional de 2018

“No ano passado conquistei um título que nunca tinha conseguido, por isso foi um sonho realizado para mim. Agora quero manter o foco e entrar na nova época tentando fazer o mesmo do ano passado. O título é sempre um objectivo, mas também um sonho. O ano passado foi uma experiência incrível para mim e quero repeti-la o máximo de vezes que conseguir. É visível que o nível do surf feminino está a crescer em Portugal, há imensas miúdas a crescer e a surgirem, como a Yolanda Hopkins, a Malfada Lopes e a Kika Veselko. Penso que em 2019, a Liga MEO Surf vai ser ainda mais disputada do que nos anos anteriores.”

Campeões Nacionais 2016 a 2018
2018 – Miguel Blanco e Camilla Kemp
2017 – Vasco Ribeiro e Carol Henrique
2016 – Pedro Henrique e Carol Henrique

Limpeza de lixo - ph. Pedro Mestre / ANSurfistas

Limpeza de lixo – ph. Pedro Mestre / ANSurfistas

Em termos de compromisso dos melhores surfistas nacionais a favor da sociedade, a Liga MEO Surf consolidou a sua pegada no domínio da sustentabilidade. Às já conhecidas limpezas de praia promovidas pela Fundação Altice – as únicas realizadas de forma concertada a nível nacional e que em 2018 retiraram mais de uma tonelada de plástico das praias – juntam-se também as iniciativas da Jerónimo Martins nos campos da alimentação saudável e da preservação da biodiversidade, temas que estão intrinsecamente relacionados a vida activa dos surfistas e do seu ambiente natural, a praias e o oceano. Neste contexto, a Associação Nacional de Surfistas, lança também a plataforma ANS Share (www.ansurfistas.com/share), convidando todos a participar na agregação de resultados anuais das limpezas de praia.

Adicionalmente, o Banco Santander vai promover um círculo de palestras nas universidades, subordinadas ao tema do Surf e Marketing, complementando depois com uma visita in loco aos eventos. Por fim, a Canon voltará também com os workshops de fotografia coordenados por Ricardo Bravo assim como a Polen Surfboards continuará a fazer test drives dos seus últimos modelos de pranchas.

Ao nível da experiência para o público, o Rip Curl Fantasy Surfer voltará a distribuir fatos E-Bomb e relógios GPS Search para os vencedores das etapas, acrescendo uma prancha da Polen Surfboards para o vencedor anual.

Por fim, ao nível televisivo, todas as etapas poderão ser acompanhadas em directo na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, app do MEO – disponível na posição 810 da grelha de canais MEO, esta app será gratuita para clientes com MEO Box (ADSL e Fibra), e permitirá aos consumidores assistirem a toda a Liga no conforto das suas casas –, www.ansurfistas.com e redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2019 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Seguros, Renault, Bom Petisco, Banco Santander, Somersby, Rip Curl, os parceiros de sustentabilidade Fundação Altice e Jerónimo Martins, os apoios locais dos Municípios de Mafra, Figueira da Foz, Mafra, Porto e Matosinhos, Aljezur, Cascais e da Região de Turismo do Algarve, e o apoio técnico da Federação Portuguesa de Surf, Ericeira Surf Clube, Onda Pura, Associação de Surf da Figueira da Foz, Algarve Surf Clube e Clube Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos.