Já cheira a Espiga!!

Espiga 2014. - ph. Ricardo Miguel Vieira

 

Fotografia: Ricardo Miguel Vieira/AZUL

 

Quinta-feira é Dia de Espiga (feriado municipal no Concelho de Mafra e em vários outros municípios portugueses), mas as comemorações arrancam já amanhã na Ericeira. Como é hábito, várias gerações irão reunir-se num encontro que atrai jagozes e muitas pessoas de regiões vizinhas.

A partir da tarde de Quarta-feira centenas de pessoas começam a rumar às praias e aos pinhais da região para montar os acampamentos com amigos e familiares. Muitos pernoitarão em redor de fogueiras que têm a dupla função de aquecer e fornecer brasas para os grelhados. Entre os petiscos mais tradicionais, destaque para o coelho com ervilhas, arroz de pato ou ensopado de borrego. Como já escreveu o jagoz César Moreira, “o que não pode faltar é a rega vinícola, seja branca, tinta ou verde, muita alegria e boa música para dar cor à festa.”

A Foz do Lizandro (pelas margens do rio e pela praia) continua a ser o principal foco de atracção, e se muitos continuam a preferir um convívio mais genuíno ao longo do rio, cada vez mais gente se concentra nos bares da praia, que aproveitam esta ocasião para promover alguns eventos e apresentar DJs que animam as hostes durante a noite e a madrugada.

Tudo isto integra a celebração contemporânea duma tradição que assinala a Quinta-feira de Ascenção, em que é tradição ir ao campo colher espigas de cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga e que deverá ser colocado por detrás da porta de entrada de casa, sendo apenas substituído por um novo no Dia da Espiga do ano seguinte.

Esta data era também considerada “o dia mais santo do ano” (uma jornada em que não se devia trabalhar) e conhecida como o “dia da hora” porque ao meio dia tudo parava: “as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda e as folhas se cruzam”. Era, então, nessa hora que se colhiam as plantas para fazer o ramo da espiga.

Espiga 2014. - ph. Ricardo Miguel Vieira