Henrique Casinhas: «A ideia foi trazer para mais perto das pessoas as ondas da Reserva Mundial de Surf»

Henrique Casinhas - ph. DR

 

Fotografia: DR

 

Desde muito cedo que a paixão pelo mar está presente na vida de Henrique Casinhas, que fez da Ericeira “a sua casa”. Formado em Design Gráfico, a paixão pela fotografia sempre o acompanhou. Desde há cerca de 10 anos que fotografa surf e, posteriormente, especializou-se em fotojornalismo, decidindo fazer da fotografia a sua profissão.

Actualmente, a sua exposição fotográfica “As Sete Magníficas da Ericeira” (inaugurada no final de Julho) está patente na Rua Dr. Eduardo Burnay, onde pode ser apreciada até 30 de Setembro.

A este propósito lançámos algumas questões ao autor da mostra de Verão sobre as ondas da Reserva Mundial de Surf. O resultado da conversa pode ser lido aqui.

 

Fala-nos da tua relaçāo com as ondas e com a Ericeira

Desde criança que o mar me fascina. Aos 10 anos comecei a praticar Bodyboard e daí até às “7 Magníficas da Ericeira” foi um saltinho. Entretanto, aliada à paixão pelo bodyboard, surgiu outra paixão: a fotografia. Considero a Ericeira, para além de um dos melhores spots do mundo para a prática de Surf e de Bodyboard, detentora de uma paisagem fantástica.

Cave - ph. Henrique Casinhas

De que forma avançaste para esta exposiçāo?

A ideia da exposição surgiu através de uma pessoa amiga que conhece bem o meu trabalho e que, sem o meu conhecimento, apresentou a ideia à Câmara Municipal de Mafra, que mostrou bastante interesse. Entretanto reunimos, detalhámos pormenores e o resultado está à vista… A ideia principal foi trazer para mais perto das pessoas as ondas que fazem parte da Reserva Mundial de Surf. Desta forma não foi algo que tivesse planeado, mas como já há alguns anos que fotografo as ondas da Ericeira, tinha bastante arquivo.

Dificilmente encontramos outro local no mundo com ondas tão boas

Foste apenas ao teu arquivo seleccionar imagens ou também fotografaste de propósito para esta mostra?

Como referi, as imagens seleccionadas foram recolhidas do meu arquivo. Poderia até ter conseguido mais imagens de algumas das ondas das quais tinha menos arquivo, mas na altura as condições do mar não o permitiram.

 

De que formas o conceito de Reserva Mundial de Surf está presente nas ondas, nas paisagens e nos surfistas fotografados?

O conceito da Reserva Mundial de Surf está bastante presente nas ondas pela qualidade das mesmas. Dificilmente encontramos outro local no mundo com ondas tão boas, tão distintas e com uma proximidade tão grande entre si. Relativamente à paisagem, para além da vila pitoresca, temos mar ” a perder de vista” e estamos rodeados de uma biodiversidade incrível.

Inauguracao_exposicao_7magnificas-022

Quais sāo para ti as ondas mais icónicas e fotogénicas da Reserva?

A Reserva tem ondas muito especificas e considero que cada uma tem a sua própria “personalidade”, mas para mim as mais icónicas e fotogénicas são sem dúvida a Pedra Branca e o Reef.

 

O título da exposição é muito bom – inspiraste-te no western com nome semelhante [ndr: “Os 7 magníficos”]?

Obrigado! Não, por acaso não teve a ver com o western. Durante o período em que fui seleccionando as fotografias fui pensando em possíveis títulos para a exposição e acabei por escolher o que melhor caracteriza as ondas da Ericeira: “Magníficas”.