Gony Zubizarreta lidera ranking da Liga Meo Surf

Gony Zubizarreta - ph. ANSurfistas/Pedro Mestre

 

Fotografia: ANSurfistas/Pedro Mestre

 

Gony Zubizarreta, atleta do Ericeira Surf Clube (ESC), assumiu a liderança do ranking masculino da Liga Meo Surf após subir ao 2º lugar do pódio do Renault Porto Pro, a segunda etapa do Circuito Nacional de Surf, que terminou ontem em Leça da Palmeira.

Neste campeonato, Gony disputou a sua segunda final consecutiva da temporada: se na Ericeira havia defrontado Miguel Blanco, no Porto teve como rival Marlon Lipke. Ainda não conseguiu vencer uma prova, mas os pontos amealhados elevam-no ao topo da classificação. Ainda assim, é Miguel Blanco quem continua na frente da luta pelo título nacional, uma vez que o surfista galego não entra nestas contas.

Relembre-se que, já em 2016, Zubizarreta venceu a Liga Moche, mas o título de campeão nacional foi para Pedro Henrique pelas mesmas razões: o espanhol Gony não tem nacionalidade portuguesa.

A etapa realizada na Invicta teve como vencedores Marlon Lipke (que regressou aos triunfos 5 anos depois)  e Teresa Bonvalot, que assim bateu o recorde de vitórias da Liga.

A final Open foi bem especial, ao juntar os amigos e sócios Gony Zubizarreta e Marlon Lipke: ambos entraram na água com um chapéu da marca que criaram [JAM] e Marlon acabou por ser o mais forte, com um score de 12 pontos em 20 possíveis.

“Foi uma final muito divertida”, começou por dizer o surfista algarvio, após a final. “Estivemos a dar dicas um ao outro antes da final e o objectivo era mesmo desfrutar, com alguma diversão. Foi como se fosse free surf. Já éramos vencedores só por chegar à final, só interessava aproveitar”, frisou Marlon, antigo membro do World Tour.

Este foi assim um regresso às vitórias por parte de Marlon Lipke, que já não vencia uma etapa na Liga desde 2013, ano em que venceu a etapa de Cascais. “Estou muito feliz por vencer, depois de ter estado tanto tempo sem ganhar. Passar um heat na Liga é cada vez mais difícil e ganhar ainda mais”, admitiu Marlon Lipke, que garantiu no Porto o segundo triunfo em etapas na Liga MEO Surf.

Na prova feminina foi Teresa Bonvalot a fazer a festa, depois de vencer Mafalda Lopes na final. Foi o quarto triunfo da campeã nacional de 2014 e 2015 no Porto, ela que era a campeã em título do Renault Porto Pro. “Estou feliz por ter vencido a etapa. Estavam umas ondas engraçadas e também um pouco rápidas. Não nos podemos queixar dos dias que passámos aqui no Porto, pois estiveram boas ondas, sol e pouco vento”, sublinhou Teresa, actual número 10 do ranking mundial.

A vitória permitiu à surfista de Cascais destronar Camilla Kemp da liderança do ranking nacional e ainda isolar-se como recordista de vitórias da Liga MEO Surf, com 12 etapas vencidas desde 2008 – mais uma que Carina Duarte.

Os vencedores do Renatul Porto Pro, Teresa Bonvalot e Marlon Lipke - ph. ANSurfistas / Pedro Mestre

Teresa Bonvalot e Gony Zubizarreta seguem assim na liderança da Liga MEO Surf 2018 para a próxima etapa, que vai acontecer na Figueira da Foz. O Allianz Figueira Pro realiza-se entre 1 e 3 de Junho.

No dia final do Renault Porto Pro realizou-se ainda a final do Moche Groms Cup, com o triunfo a ser de João Vidal. Pedro Henrique foi o vencedor da segunda Renault Expression Session realizada nesta etapa. Por fim, Gony Zubizarreta levou para casa o prémio Somersby Onda do Outro Mundo.

Resultados finais:
Final masculina: Marlon Lipke 12,00 x Gony Zubizarreta 10,90
Final feminina: Teresa Bonvalot 12,90 x Mafalda Lopes 8,15
Moche Groms Cup: João Vidal 13,35 x Martim Nunes 11,15 x Martim Paulino 9,85 x Joaquim Chaves 9,5 x Martim van Zeller 9,05 x José Bruschy 8,05
Renault Expresson Session (x2): Luís Perloiro e Pedro Henrique
Somersby Onda do Outro Mundo: Gony Zubizarreta 8,25 (2.ª ronda)
Sumatra Surf Trip (Melhores juniores): Dylan Groen e Mafalda Lopes