Esse meu mar!

Hércules. - ph. Nuno Vicente

 

Texto: João Franco ‘Lapina’ | Fotografia: Nuno Vicente

 

Regressamos aos poemas escritos por João Franco ‘Lapina’ com uma homenagem ao mar da Ericeira, tão belo quanto saudoso para quem se encontra – fisicamente, pelo menos – longe de casa.

 

Ah! e esse meu mar!
Às vezes tão revolto
Outras raso e solto!
E que quero abraçar

Quero sua espuma!
E sal na minha cara
Ver uma onda rara
Num dia de bruma!

Tê-lo uma outra vez
Dar-lhe um abração
Ter essa sensação
Contar suas marés

E ter a sua pujança!
Ouvi-lo rolar macio
No areal do Algodio
Quando era criança

E é a este mar meu
Desnudo de idade
Que chora saudade
Este livre filho seu