A Ericeira pelos olhos de: Sandra Teixeira

 

Fotografia: Margarida Gato Moura Guedes

 

Bilhete de Identidade

Sandra Isabel Alberto Teixeira (‘Sandra Preta’ para os sô’primos)

Nascida em Angola a 10 de Janeiro de 1974 (45 anos)

Disc Jockey, ou seja, copeira

A Ericeira é linda

 

A Ericeira é linda

 

O que mais ama e menos gosta na Ericeira?

O que mais gosto da Ericeira é o mar, tudo na Ericeira é bom.

 

Quais são as suas principais preocupações no presente e para o futuro da Ericeira?

A preocupação é as casas estarem um balúrdio para alugar. Isso também não é bom para o futuro porque assim as pessoas vão para outros lugares.

Ser Jagoz é ter a alma ericeirense

O que é ser Jagoz?

Ser Jagoz é ter a alma ericeirense. É amar a nossa Ericeira, é haver união para a nossa Ericeira continuar linda.

 

Considera-se Jagoza?

Considero-me jagoza porque fui criada por uma jagoza de gema: a minha mãe vendeu muitos anos caldeirada na praça da Ericeira e ia comprar o peixe fresco na lota. Adorava ir à lota com a minha mãe e também ter na família pescadores, por isso considero-me jagoza. E toda a gente conhece a minha mãe, ou não fosse ela a grande ‘Manã’.

Na companhia de um irmão, da mãe e de uma irmã.