Alhos

Feria dos Alhos - ph. AZUL

 

Fotografia: AZUL

 

A Feira de Santiago (em honra do Santo homónimo que se comemora hoje), mais conhecida como “Feira dos Alhos”, tem raízes ancestrais na Ericeira: remonta ao Século XVII, sendo de 1673 o Alvará Régio que a instituiu. A partir de 1888 passou a realizar-se no terceiro Domingo de Setembro, desconhecendo-se quando terá retomado ao Dia de Santiago.

Nos finais do Século XX prolongava-se por vários dias e realizava-se em terra batida, no terreno sobranceiro à Praia de São Sebastião, com imensa animação proporcionada pelos carrósseis e vendedores ambulantes de todo o género de produtos, dos têxteis às guloseimas e cassetes piratas. Com a construção do Parque Urbano, passou para o espaço vizinho à Ermida, retomando a essência original: a venda de alhos.

O evento, que se realiza no Largo de São Sebastião, teve início no passado fim-de-semana, atraindo produtores de terras vizinhas e gentes que aqui abastecem as despensas (sobretudo com alhos, mas igualmente outros víveres) para boa parte do ano. É tão popular que os jagozes apelidam Julho como “o mês da feira”.